top of page
Buscar

Como surge a catarata?


Com o passar do tempo, o cristalino vai perdendo a transparência, interferindo na visão. A pessoa com a doença tem a visão nublada, o que torna mais difícil tarefas como ler, escrever e dirigir. Essa enfermidade pode causar também a vista cansada.


Ela tem desenvolvimento lento e, inicialmente, a catarata não interfere na visão, mas, aos poucos, começa a afetá-la. O uso de óculos e luz mais forte para leitura são os tratamentos iniciais indicados, mas, com o avançar da doença, pode ser necessário passar por alguma intervenção cirúrgica para evitar cegueira.


Quais os tipos da doença?


1. Catarata relacionada à idade: também conhecida como catarata senil, esse tipo se desenvolve por causa da idade.


2. Catarata congênita: presente durante o nascimento ou é formada durante os primeiros meses do bebê. Esse tipo nem sempre apresenta sintomas e pode ser removida caso afete a visão da criança.


3. Catarata secundária: as cataratas secundárias estão relacionadas ao uso de medicamentos ou doenças. Diabetes e glaucoma são duas enfermidades que podem causar o problema.


4. Catarata traumática: se desenvolve após uma lesão no olho. Nesse caso, pode-se levar anos para que a doença apareça.


5. Catarata de radiação: acontece quando o paciente passa por algum procedimento ou tratamento envolvendo radiação, como a radioterapia para tratar câncer.


Quais as formas de diagnosticar a catarata?

O diagnóstico da catarata é feito por um oftalmologista. Durante a consulta o médico poderá fazer perguntas sobre histórico familiar e sintomas, além de solicitar exames para que seja analisado o globo ocular.


O único procedimento ou tratamento disponível atualmente para a catarata é a cirurgia, porém, ainda é essencial manter o acompanhamento com o médico oftalmologista, para decidir juntamente com o paciente a necessidade de cirurgia ou quando operar a catarata.

Comments


bottom of page